terça-feira, 27 de novembro de 2012

Você não me quer

Você me trata bem. Tem todo aquele lance de sentar ao meu lado, de ligar no meio da noite, de trocar mensagens através do celular. Você reclama da minha falta de atenção e das minhas unhas vermelhas. Fala do cheiro do meu cabelo e diz que sente minha falta. Vez ou outra fala comigo e curte todas as minhas fotos. Vasculha minhas redes sociais e tem ataque de ciúmes. E você não me quer. Juro que já tentei entender esse seu jeito maluco de cuidar de mim, mas mesmo eu tentando te entender no silêncio do meu quarto percebo que é você quem eu quero. E você não me quer. Eu levei seu doce favorito semana passada, entrei na sua casa, conheci seus irmãos e ganhei até abraço da sua mãe. Fomos ao cinema, compartilhamos da mesma pipoca, conversamos sobre o filme e nada aconteceu. Não houve beijos, só houve alguns abraços perdidos no meio daqueles casais. 

É evidente que não há interesse da sua parte. E cada vez que sinto seu toque percebo quão encantada estou. Essa semana liguei para um amigo e perguntei o que eu faço, ele sorriu e disse que eu deixasse as coisas acontecerem. Não posso. Cada vez que estou perto de ti sinto como se minha outra metade estivesse conversando comigo, cada vez que me afasto de ti percebo como fico solitária. E já deito na esperança de te encontrar no outro diz, e se você não aparece o dia não fica completo, dia inútil. Não me quer e quando precisa de um ombro amigo corre logo na minha direção. Todas as vezes te esperei de braços abertos. Acho que é gostoso gostar de alguém quando alguém gosta da gente. Gostar só não é bom.

Já reclamei e disse que não quero mais a sua presença. Te vejo e te quero. É impossível não querer te beijar, mostrar meus sentimentos, escrever uma carta de dia dos namorados, comprar presentes, ajeitar o seu cabelo. Quero te tocar e não posso. Não quero te tocar da forma que te toco, não quero ser apenas a amiga que você conta os casos e eu dou conselhos. Não quero ouvir sobre seus relacionamentos e ter que ficar calada. Não quero que você me abrace sem saber como é maravilhoso receber seus braços. Você não me quer, já sei. 

3 comentários:

  1. entre a cruz e a espada, literalmente

    ResponderExcluir
  2. E se ele não te quer, por que insistir? Quando um não quer, dois não brigam.
    Abraços.

    ResponderExcluir