quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

É preciso força pra olhar e perceber

Tipo quando você sente uma dor. Você já sentiu dor de dente? Ouvido? Garganta? Coração? Amor? Ela tinha sentido inúmeras vezes o seu coração ser despedaçado no ano de 2014. Em muitos momentos, sentiu-se sozinha e queria uma garrafa de whisky para esquecer os problemas. Chorava sem parar, se agarrando no travesseiro. As lágrimas salgadas caíam no rosto dela e fazia com que a garganta ficasse seca de tanto chorar. Ela não chorava apenas com os olhos, mas com o corpo inteiro, pois parecia que alguém estava enfiando uma estaca no meio do seu peito. Ficou mais forte várias vezes, serviu de psicóloga para amigas e tinha até seu próprio terapeuta, quando recuperou a confiança, decidiu ganhar asas e ir em frente. Mas, novamente caiu.

Amou fortemente e acreditou que estava ficando louca, o amor, mais uma vez não era correspondido. Doeu tanto no peito dela saber que em 365 não foi possível conhecer o príncipe encantado. Optou pela solidão, ficar só fazia mais efeito já que as pessoas que apareciam desejavam o beijo rápido, a troca de salivas, o amasso. Não amar foi a melhor solução. Se fechou para tudo, começou a viver uma nova vida, as pessoas não compreendiam a mudança. A mudança foi radical, mas até ela se sentia estranha ao relembrar dos momentos antigos.

Perdeu a alegria de viver, não lembrava a última vez que havia sorrido e as tribulações apareciam a cada semana. Não houve sequer um dia diferente, uma serenata e nem uma carta de amor. Não houve ligações inesperadas e nem pedido de namoro. Não houve paz e nem sossego. Muitas coisas não aconteceram e por causa disto, ela sentiu uma porção de dores. Mas, a cada ano é dada a chance de recomeçar. Ano novo, amadurecimento, coragem e força. Ela sabia que precisava abandonar muitas coisas e que outras, ela tinha que deixar por conta do destino. E sim, ela queria estar curada das dores, e ela estaria. Deixou uma carta para 2014 em cima da mesa e disse-lhe ainda: Adeus! Eu preciso recomeçar e não quero carregar você dentro do meu coração. É preciso força pra perceber que a estrada vai muito além e acreditar que lá na frente, quem sabe, vai ter vitória.

2 comentários:

  1. Desejo que seu 2015 seja recheado de amor próprio e sorrisos infinitos.

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Que blog "delicinha", adorei seus textos!!

    ResponderExcluir